Elementos de fixação: a escolha correta é uma garantia de segurança

fixadores

Para alguns, elementos de fixação são somente parafusos e porcas e não vão além de prender prateleiras na parede, a roda do carro no eixo, ou quanto em grande escala, fixar as inúmeras partes que compõem o Viaduto Santa Efigênia em São Paulo.

Mas, olhando com maior detalhamento, elementos de fixação são peças importantíssimas no avanço da mecânica e de diversas outras áreas, como a civil, aeronáutica, naval, química e tantas outras.

Numa planta química, ter parafusos e porcas que resistam a agressão do meio, é algo fundamental. Numa plataforma de petróleo, os elementos de fixação corretos, farão com que o desgaste ocasionado pela maresia e o sal, sejam vencidos com o uso correto do tipo e liga empregados em sua construção. Em uma caldeira, a liga correta, fará com que o elemento de fixação resista as altas temperaturas, sem que haja medo da mesma entrar em colapso.

E não para por ai: quando se fala em elementos de fixação, estamos falando de uma grande equação que sempre será a solução para aplicações específicas, onde o tipo de liga metálica, a forma construtiva, detalhes da rosca e até mesmo o modo como a matéria prima foi beneficiada (grau de redução, tratamento térmico, encruamento, entre outros), trarão o sucesso e a segurança necessária para o empreendimento ou equipamento em questão.

Ou seja, até mesmo para fixar uma prateleira na parede, uma simples e cotidiana atividade, se não for com o parafuso correto, não ficará fixa por muito tempo…